sábado, 29 de janeiro de 2011

As novas regras da economia internacional

No período do pós-guerra o planeamento político dos países foi acompanhado por um planeamento económico com o objectivo de estruturar a situação monetária e financeira do período de paz.
Como se sabe, a Rússia, após a vitória sobre o nazismo, começou a surgir como a segunda potência mundial fazendo uma grande concorrência aos EUA que já se encontravam no topo económico do mundo, ou seja, era a principal potência mundial. Visto que os EUA eram contra os regimes autoritários europeus que segundo estes prejudicavam o crescimento económico estavam desejosos por uma nova ordem económica baseada na cooperação internacional onde o dólar viria a ser a moeda-chave.
Por outro lado, devido às perdas da guerra as colónias dos países europeus também viram-se prejudicadas e surgiu-lhes o desejo da independência, ou seja, o desejo de pôr fim ao domínio europeu. Foi desta maneira que surgiram os grandes rivais mundiais, a URSS e os EUA, ou seja, devido à grande concorrência que surgirá entre estas cada uma tentava dar o maior apoio possível aos países que estavam ansiosos pela independência de forma a conseguir mais adesão possível à sua ideologia, do lado americano ao capitalismo e do lado russo ao socialismo. Deste modo surgiu um grande movimento de descolonização tanto no continente africano como no continente asiático. Foi com a descolonização que os impérios europeus viram o seu fim tendo sido o fenómeno político mais relevante da segunda metade do século XX.
Resumindo, tanto a URSS como os EUA tentavam ajudar o maior número de antigas colónias de forma a conseguirem um maior apoio ideológico, ou seja, ao ajudarem as colónias implantarem a sua independência estas pretendiam uma adesão à sua ideologia, ao capitalismo da parte dos EUA e ao socialismo da URSS. Deste modo surgirá mais tarde uma grande conflito mútuo entre estes dois rivais que será denominado como o período da Guerra Fria, que predominou até aproximadamente ate ao final do século XX.  

Sem comentários:

Enviar um comentário